Gabinete daSíria renuncia, diz televisão estatal
Segundo comunicado, presidente Bashar al-Assad aceitourenúncia.
Líder sírio deve fazer pronunciamento à nação e abolir leisde emergência.
O presidente sírio, Bashar al-Assad, aceitou a renúncia deseu gabinete e do primeiro-ministro Mohammed Naji Otri nesta terça-feira (29),disse a televisão estatal síria.
“O presidente Assad aceita a renúncia dogabinete”, disse um comunicado na televisão estatal.
Assad deve fazer um pronunciamento à nação ainda nesta terçaou quarta-feira em um discurso que pode incluir uma decisão para abolir as leisde emergência, após duas semanas de protestos pela democracia no país.
Funcionários do governo na capital Damasco já haviamantecipado que o governo do primeiro-ministro sírio renunciaria e que um novogabinete será formado nas próximas 24 horas. “O governo apresentará suarenúncia e um novo gabinete será constituído nas próximas 24 horas”,declarou a fonte, que pediu anonimato.
O anúncio acontece no momento em que o regime enfrenta umaonda de protestos, com manifestações em várias cidades do país, alinhada com asrevoltas nos países do mundo árabe. Cento e trinta pessoas morreram nasmanifestações, segundo os opositores do regime, 30, de acordo com o governo.
Apoio
Nesta terça, uma manifestação em apoio ao presidente BacharAl Assad reúne milhares de pessoas em uma praça em Damasco. Al Assad sofre umasérie de protestos desde que chegou ao poder em 2000.
“Nos sacrificaremos por ti, Bachar”, gritam osmanifestantes que chegam a pé ou de ônibus na praça Sabaa Bahrat, em frente aoBanco Central. Outras manifestações estão programadas por cidades de todo opaís.
Manfestantes lotam praça em Damasco em apoio ao presidentesírio (Foto: AP)
“Deus, Síria, Bashar é um todo” e “Um, um,um, o povo sírio é um”, afirmaram os manifestantes, com bandeiras sírias efotos do presidente.
A Síria é um país de várias religiões e etnias, com maioriasunita e minorias alauita, que controla o poder, cristã e curda.

*(Com informações da Reuters e AFP) 

Compatilhar
Share
É curioso o bastante para falar sobre qualquer assunto e inteligente o bastante para saber que quase sempre estará errado.