Descrição da imagem: homem de bigodes e terno dando palmadas no bumbum de um humorista vestido de mulher.
Os ditos populares não são populares à toa, eles emitem uma sabedoria ancestral que vemos comprovada a todo instante. Um deles é ‘no dos outros é refresco’ que significa ‘tô pouco me importando se alguém sairá machucado com minha atitude’. Pois foi o que fez o ex integrante do CQC ao censurar uma piada sobre humoristas em seu blog.
Pois bem, o sarrista Rafael Bastos agora tem um blog sobre MMA, bem mais a sua cara, chamado Vale Tudo. E lá ele continua propagando o calvário do injustiçado que está pagando os pecados de todos nós. Recentemente ele criticou a demissão de um lutador do UFC por uma piada de mau gosto sobre estupro postada em seu Twitter: “Se uma van do estupro fosse chamada de van da surpresa, mais mulheres não se importariam em andar nelas. Todo mundo gosta de surpresas.” E finalizou com a pérola da arrogância:
“PS: O Brasil já viveu uma experiência muito parecida. Um comediante foi torturado por causa de uma piada de estupro. No caso do “humorista” (entre aspas mesmo), a punição foi injusta. Ao contrário da rejeição sofrida, ele deveria ter sido torturado e surrado aos olhos do povo. E o idiota continua aí. Vivinho da Silva.”
Cadastrei-me no blog e postei dois comentários, o primeiro fazendo uma piada sobre o PS acima, dizendo que de tudo ali escrito eu só concordava que o humorista era um idiota. E também o comentário abaixo:

Beto Volpe 1 hora atrás: Alias, eu acho um barato esse povo brasileiro, especialmente os mais jovens. Vivem espinafrando o Brasil, que somos atrasados em relação ao hemisfério norte e tal. Agora, na hora de agir como eles, de ter posturas humanistas como eles… vem à tona o Macunaíma que existe em nós e continua o buga uga de sempre.

E só o último foi postado. A piada sobre humoristas idiotas foi CENSURADA pelo sarrista Rafinha, que tanto defende a liberdade de expressão. Seja coerente, tchê! Se você se sentiu ofendido pelo teor da piada e por isso a censurou, por que continuar a cavar seu próprio açoite?
Isso dá uma piada e tanto sobre o humorista masoquista, que sente prazer ao ser surrado em praça pública, doa a quem doer. Literalmente.
É, Rafael, no dos outros é refresco.
Beto Volpe
Compatilhar
Share
É curioso o bastante para falar sobre qualquer assunto e inteligente o bastante para saber que quase sempre estará errado.

ARTIGO ANTERIOR

CURA EM AQUÁRIO

PRÓXIMO ARTIGO

Tarda e falha… De SP
  • Olá. Cheguei aqui pela busca do Google+. Então, não tenho absolutamente nenhum controle sobre os comentários dos blog. Se tenho, este conhecimento nunca me foi repassado.
    Eu nunca deletaria comentário do blog. Pra falar a verdade eu raramente os leio. Raramente mesmo.
    Creio que o serviço deva ter algum sistema de reconhecimento de palavras ou algo do gênero.
    Antes de reclamar como uma cadela que teve o rabo pisado, volte lá, refaça o comentário e veja o que acontece.
    Apenas posso te garantir que não tenho absolutamente nada a ver com isso.
    Até
    Rafinha

    • Rafael, ponto pra você, ao menos dá a cara a tapa.
      Mas você acaba de demonstrar a falta de cuidado que tem no desempenho de sua profissão,ainda mais levando em conta sua influência sobretudo sobre o público jovem:
      1. Não tem controle sobre os comentários em seu blog (irresponsabilidade).
      2. Raramente, mesmo, lê os comentários em seu blog (descompromisso).
      3. Atribue ao ‘sistema’ a responsabilidade, como qualquer banco dora de operação (leviandade).
      4. Diz não ter nada a ver com o conteúdo de um blog que leva seu nome (dissimulação).
      Quanto a voltar e refazer o comentário, desculpe. O timming daquilo já foi, é só esperar você falar a próxima bobagem, questão de tempo. E pouco, tenho certeza.
      Agora, o interessante é que você gosta do termo ‘cadela’, já o havia usado antes, não? É assim que você costuma chamar as mulheres que te rodeiam ou usa o termo somente para ofensas públicas?
      E já que você se deu ao trabalho de vir aqui expôr suas razões, não custa dar uma lida no artigo ‘O humor intolerante’, neste mesmo site. Não que isso irá mudar algo em sua conduta, longe de mim tal pretensão. Mas é sempre bom conhecer outros pontos de vista sobre o que fazemos, mesmo para alguém com um ego tão grande, maior até que sua legião de seguidores.
      Beto Volpe