Na primeira parte você conheceu 11 dos secretários de João Dória Jr e sua ficha corrida. Hoje o ImprenÇa apresenta a 2ª parte do staff da antiga Prefeitura de São Paulo {{agora conhecida como “Espaço ____” sendo ___ o nome do próximo comprador…}}.

  • Sergio Avelleda – Secretário de Transporte e Mobilidade Urbana

Sergio faz parte do team Alstom, exatamente como o nosso estimado Secretário de Governo, Julio Semeghini. A Alstom está para os tucanos assim como a Lehman Brothers está para Triump {{que, como vimos, é o ídolo de Júlio Serson, secretário de Relações Internacionais}}.

Ele era presidente da CPTM quando o Trensalão estourou a boca do balão {{e alguns orçamentos}}, nada que o desabone, afinal, ele anda de bicicleta e a turminha gosta 🙂

{{não acredite em mim – folha}}

{{não acredite em mim – folha}}

 

Chupa Ciro Gomes! Dá mais que bilhão!

  • Gilberto Natalini – Secretário do Verde e Meio Ambiente

Gilberto é um bonachão, gente boa. Foi candidato a governador do Estado de São Paulo, e criticou o Alckmin pela ~~crise hídrica~~. Hoje tá aliado do mesmo governador, porque, afinal, a aposentadoria está mesmo ameaçada pelo Temer, então o vô da galera precisa se cuidar…

Ele foi torturado pelo Brilhante Ulstra, o que provoca, digamos, um certo mal estar com os Bolsonetes. Foi tucano, hoje é do Partido Verde.

Longe de mim querer causar mal estar na administração da nova startup brasileira {{antiga Prefeitura Municipal de São Paulo}}, mas vou deixar aqui um pequeno trecho onde Natalini acusa o atual secretário de transporte e mobilidade urbana {{esse aí, do Team Alstom}}:

{{não acredite em mim – Metro News}}

 

Comidinha de bola de 1 bilhão e 400 milhões de reais… O vô é mesmo generoso.

  • Marcos Rodrigues Penido – Secretário de Infraestrutura Urbana e Obras

Neste caso aqui os senhores e senhoras vão me desculpar. Mas é inadmissível que o secretário de Infraestrutura Urbana chame Penico. Absurdo. Imagina o bullying do secretariado? “Por favor, me chame o penico que eu preciso ver a questão do banheiro público”. “Pede pro penico”.  Absurdo.

Mais um do Team Alstom, o Penicão é bom de doações {{dizem, vem todas de Boston}}:

{{não acredite em mim – folha}}

  • Paulo Uebel – Secretário de Planejamento e Gestão

Esse é do Team Instituto Millenium {{não acredite em mim}}, mas é também do staff pessoal do amiguxo Dória Jr. Ele era executivo da empresa Lide {{onde outro dia o Moro deu palestranão acredite em mim}}, que pertence, olha só que coincidência, ao João Dória.

Paulo Uebel tem uma visão inovadora a respeito do capitalismo. Para ele, empresas não buscam lucro, mas ajudar administrações municipais. É o pós-moderno do neoliberalismo:

{{não acredite em mim – Valor Econômico}}

 

Ah, o pós moderno…

  • Jorge Damião – Secretário do Esporte e Lazer

Esse é diretor de Relações Institucionais da TV Cultura e, veja que graça, membro do conselho gestor do Sesi. É Team Pato, o rapaz!

Sua mais nova função inclui vender o Autódromo de Interlagos {{que acabou de passar por uma enorme reforma, então tá prontinho para ser colocado na prateleira}} e o Estádio do Pacaembu.

  • Alexandre Scheneider – Secretário de Educação

Alexandre será responsável por duas árduas tarefas: A primeira é ensinar desde pequeno a arte da locupletação. Ele foi candidato a vice-prefeito em 2012 na chapa de José Erra e conta com um pequerrucho processo {{0006305-89.2010.8.26.0053 e tramita na 12ª Vara de Fazenda Pública – Foro Central}}. O motivo do processo é, também a razão de sua segunda tarefa: auxiliar a Fundação Victor Civita a sair da crise.

{{não acredite em mim – Rede Brasil Atual}}

 

Não sei qual a crise… O Secretário de Planejamento já tinha anunciado que o princípio não seria o da impessoalidade, mas o do “Pós-Moderno Republicanismo”… Vocês também, viu? Criam caso pra tudo…

  • André Sturm – Secretário de Cultura

Responsável pela administração do Belas Artes e do MIS, André foi a segunda opção de Dória. Boni recusou. Não, não é piada:

  • Fernando Chucre – Secretário de Habitação

Fernando Chucre, ou Fernando Barrancos Chucre, é um empreendedor de mão cheia. Outro dia mesmo, estava empreendendo sua cota parlamentar de passagens aéreas para empresas de turismo. O escândalo ficou conhecido como “farra das passagens aéreas”, seu nome consta como o número 127, dos 443 acusados {{não acredite em mim – folha de São Paulo}}.

Além disso empreendeu, segundo resultados parciais de investigações, no segmento de crimes eleitorais:

{{não acredite em mim – Estadão}}

 

Chucro são os outros, reza a lenda, é o lema do novo secretário.

  • Eliseu Gabriel – Secretário de Trabalho e Empreendedorismo

Eliseu Gabriel foi vereador pelo PSB. Ele empreende e trabalha muito, em prol do empreendedorismo alheio. Não entendeu? Eu explico:

 

Além disso é um ferrenho defensor dos parques e praças públicas, como constatou Gilberto Dimenstein:

{{não acredite em mim – Zona Norte News}}

 

Éééééuuu ééééééuuuu, Gabrieeeeeelll…

  • Coronel José Roberto Rodrigues = Secretário de Segurança Urbana

Era chefe da Casa Militar do governo do Estado de São Paulo #TeamAlckmin, foi um dos responsáveis por combater a Dengue no Estado de São Paulo. Sujeito bastante competente, como podemos verificar…

{{não acredite em mim – folha}}

 

  • Patricia Bezerra – Secretária de Direitos Humanos

Profunda defensora dos direitos humanos, seu ato mais famoso foi pedir um minuto de silêncio na Câmara Municipal. Pela chacina da PM à população jovem e negra na cidade? Não, por algo realmente relevante:

 

E como toda defensora dos direitos humanos, Patricia Bezerra votou sim, no projeto de homenagem à ROTA, proposto pelo Coronel Telhada {{não acredite em mim – Rede Brasil Atual}}.

{{a lista está na matéria – não acredite em mim – Rede Brasil atual}}

 

Ainda que bem que ela está na secretaria correta, não é mesmo?

{{não acredite em mim – Terra}}

 

 

Minuto de silêncio pelo casório de George Clooney, homenagem à ROTA. Bom saber que as prioridades estão bem encaminhadas…

 

Perdeu a 1ª parte da Ficha Corrida dos Secretários de João Dória Jr? Confira aqui.