A incapacidade na gestão de pessoas feita pela gestão do prefeito João Doria fica cada mais evidente com as ações do Jestor que hoje senta na cadeira reservada ao prefeito da cidade de São Paulo.

Recursos Humanos

Depois de fazer um vídeo-bullying com Soninha Francine, demitida por “não concordar com o ritmo da gestão”, no que tange ao higienismo promovido por Doria na cracolândia. As ações, classificadas como “trágicas e desastrosas” pela então secretária de Direitos Humanos da cidade, Patrícia Bezerra, do mesmo partido de João Doria.

Agora foi a vez de Eliseu Gabriel, então secretário de Trabalho e Empreendedorismo dar adeus à midiática Jestão D.Júnior.

Além disso, o ex-apresentador de TV, Doria Jr, fez um vídeo para desqualificar um repórter da Folha de São Paulo, por conta de uma matéria que ele não gostou. O presidente do sindicato dos jornalistas se pronunciou a respeito do vídeo:

{{não acredite em mim – Rede Brasil Atual}}

Cidade Linda, mas nem tanto

A cidade que nunca foi linda, a não ser nas palavras de Caetano Veloso, segue sendo a mesma. O higienismo que limpa moradores de rua e usuários de drogas, não é capaz de limpar a sujeira que não é gente. Confira:

A ponte da Lapa também não anda lá muito bem…

{{não acredite em mim – Destak}}

Mobilidade Urbana

A jornada de corte de direitos não fica só em Brasília, onde o aliado de Doria, Temer, comanda os desmontes trabalhista e da previdência. Em São Paulo Doria vai colecionando cortes…

{{não acredite em mim – Estadão}}

 

{{não acredite em mim – SPAgora}}

 

Doações

Doria o campeão das fantasias tem maquiado os dados a respeito das doações que diz ter recebido. A matéria é da Folha de São Paulo:

{{não acredite em mim – Folha de São Paulo}}

 

Saúde

Depois de afirmar que havia resolvido o problema das filas na cidade de São Paulo, as unidades de saúde fizeram questão de desmenti-lo.

{{não acredite em mim – Folha de São Paulo}}

 

Por hoje é só. Faltou alguma coisa? Conte para nós nos comentários!

Compatilhar
Share
É curioso o bastante para falar sobre qualquer assunto e inteligente o bastante para saber que quase sempre estará errado.