Se você acompanha notícias esportivas, certamente já ouviu a respeito da lei que está tramitando na câmara dos vereadores de São Paulo e que proíbe competições esportivas após as 23h15min. Ouviu também que é um absurdo que as emissoras de Tv promovam futebol tão tarde e que os torcedores sofrem e etc. Mas é isso mesmo?

Eis que finalmente descobriram que não há metrô na região do Morumbi em São Paulo. Descobriram também que sair do estádio à meia noite é praticamente impossível se você não tem carro.

Horas de fila esperando um ônibus, que chega e sai completamente lotado, além de duras horas parado no trânsito infernal que se forma na região.

E descobriram também os trabalhadores! VIVA, é ano de eleição!!

E súbito ninguém recorda mais que um projeto semelhante, porém mais corajoso, já havia passado pela mesma câmara dos vereadores. E que havia sido aprovado!

Não entrou em vigor porque um certo prefeito ex-Kassado vetou sob a justificativa que seria inconstitucional…

Mas não em 2010! Em 2010 tudo pode! É ano de eleição, senhoras e senhores! Não há limites para o ridículo!

A rádio Jovem Pan faz campanha a favor da lei, a rádio Bandeirantes faz campanha a favor. A Folha e o Estadão acompanham, porque, afinal, jornal é jornal.

As rádios citadas, ambas, declararam que ouviram do prefeito um parecer favorável à nova lei. E esqueceram, ao que parece, que a lei já havia sido vetada…

Mas algo mudou! E não foi só o ano.

Repare que a lei de 2006 (vetada em 2007, conforme boa matéria da Folha [só para assinantes]) permitia jogos iniciados até as 21hs.

A lei atual previa, antes de ser alterada e aprovada em 1ª votação, início das partidas no máximo 20h30min.

Agora, os bravos vereadores – espadas na mão, ética e moral nas ações – aprovam por unanimidade lei que permite início dos jogos às 21h30 ou 20 minutos antes do que já ocorre… (boa lembrança do blog do Paulinho)

Mudou sua vida? A minha também não… Quem pega ônibus vai continuar chegando tarde em casa, dormindo mal e trabalhando com sono no dia seguinte…

Mas é ano de eleição, não sejamos rabugentos! A lei vai deixar de ser inconstitucional (na kabeça do ex-kassado, ao menos) e será aprovada com louvor! O povo vai pintar as bochechas, ir à frente da rede Globo, encher o peito e gritar:

VENCEMOS!

Mas você e eu saberemos que não é bem assim…