Aparentemente a jogada da Record é oferecer um montante que a Globo não possa cumprir… mas os patrocinadores dos clubes preferem a Globo então a questão não é só a grana… Fácil não vai ser…

Record faz oferta milionária a Corinthians e FlamengoEmissora faz oferta de R$ 100 milhões por temporada aos clubes de maior torcida do Brasil

Os presidentes de Corinthians e Flamengo, Andres Sanchez e Patricia Amorin – (Foto: Ricardo Cassiano e Paulo Sérgio)

A TV Record, que se fingia de morta, contra-atacou. Após abandonar a licitação do Clube dos 13 e conhecer as ofertas da Rede TV! e da Globo, ela abriu o cofre: R$ 100 milhões para Corinthians e Flamengo pelos direitos de transmissão do Brasileiro de 2012 a 2016.
Em resposta ao LANCENET!, a emissora do bispo Edir Macedo confirmou que o valor é só pela TV aberta. A Globo diz poder chegar ao mesmo montante para estes clubes, mas reunindo todas as plataformas de mídia: TV fechada, pay per view, serviços mobiles, internet e placas de publicidade nos gramados.
A Record fará corpo a corpo com dirigentes de outros clubes na segunda-feira em São Paulo. Os representantes da emissora aproveitarão o lançamento à noite em um evento da Loteria É Gol, uma parceria dela com os clubes e a Caixa Econômica.
Confira abaixo a íntegra do comunicado:
“A Rede Record, como sempre agiu desde o início do processo de negociação do Campeonato Brasileiro de Futebol, reafirma sua intenção de negociar, com total e absoluta transparência, diretamente com todos os clubes envolvidos.
Por isso, decidimos apresentar, publicamente, nossas propostas. Assim, todos terão conhecimento dos valores e propósitos oferecidos para cada um dos clubes que disputam a Série A da competição.
A decisão prioriza o respeito aos clubes, torcedores, telespectadores, patrocinadores, autoridades do CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) e até concorrentes.
Iniciamos essa etapa da negociação apresentando ao Clube de Regatas Flamengo e ao Sport Club Corinthians Paulista as nossas propostas e, ao mesmo tempo, registramos os documentos em cartório para provarmos que agimos de acordo com as determinações do CADE e da livre concorrência. A proposta é de R$ 100 milhões por ano, para cada um dos clubes, pela transmissão de, no mínimo, 19 jogos a cada temporada dos Campeonatos Brasileiros de 2012 a 2016.
Dessa forma, acreditamos que podemos colaborar com o esporte mais popular do País e que mexe com a paixão dos torcedores.
Clareza de propósitos, negociações à luz do dia, em horário comercial e com respaldo jurídico são os nossos objetivos em todo o processo.
Se as partes envolvidas agirem assim, temos a absoluta certeza de que, nos próximos cinco anos, o futebol brasileiro vai ser protagonizado pelas maiores estrelas do nosso futebol e coroado com a recuperação econômica dos clubes, aumento do interesse dos torcedores e dos telespectadores pelo espetáculo, exibição das partidas em horários mais adequados e ampliação do número de patrocinadores.
Esse é o caminho que a Rede Record acredita que pode perpetuar o Brasil como o país do melhor futebol e também do mais disputado campeonato do mundo”

{{não acredite em mim – Lancenet }}