A Assembleia Legislativa de São Paulo foi palco de atos, no mínimo, pouco civilizados. Alguns poucos blogueiros {{quem lá esteve diz ter visto 10 ou 12, no máximo}} se reuniram em local sagrado à democracia para justamente ataca-la.

Crédito da foto: Hélio Paz {{não acredite em mim}}

 

A foto acima representa bem o que foi o encontro. A senhora de grande oratória e excelente discurso fez apenas algumas críticas pontuais {{todas bem fundamentadas, é bom que se diga}}, como o fato dos participantes estarem ali representando alguns setores da sociedade, setores que pagaram a eles para que ali estivessem.
O evento, supostamente democrático, deixou apenas 10 minutos de fala à crítica enquanto continuadamente a defensora da boa sociedade era cortada. Um absurdo que só mesmo um bando de comunistas poderia exercer.
O evento, pago e financiado por partidos e sindicatos que defendem o imoral e apenas o anti-ético, teve como temas {{imaginem os senhores}} Conselho Estadual de Comunicação, AI-5{{sim, havia uma mesa com este título, saudades da gloriosa ditadura, com toda certeza}}, Educação na Blogosfera e o mais sarcástico Sustentação da Blogosfera – como se não soubéssemos bem quem é que financia essa palhaçada toda {{para quem ainda tem dúvidas, a cocaína boliviana e as FARC colombiana}}.
Muito me assusta que ainda hoje permita-se num ambiente dito democrático a discussão aberta de um MODELO DE CENSURA. Ainda mais preocupante é ver que o evento teve autorização num ambiente onde se fazem as leis, ou ainda que parlamentares participaram deste tipo de discussão, uma lástima, realmente.
Para quem tiver estômago, os vídeos podem ser encontrados em dois sítios na internet {{até que a Polícia Federal tome vergonha na cara e de lá os retire}}:
O evento era tão chapa branca que nenhuma crítica ao governo foi feita. NENHUMA. Como se vivêssemos em um país de maravilhas, tudo o que se viu e ouviu foram elogios e sugestões, bem como gritos que vociferavam contra o pouco de democracia que ainda resta por cá: a editora Abril, o grupo folha e a agência Estado.
Como se fosse gozação ainda enviaram um diploma em meu nome que estou arrolando como provas no processo que estou movendo contra os ‘blogueiros progressistas’, imaginem, regular a mídia agora é sinônimo de progresso…
É claro que eu não assinei…
Para o 0,001% dos leitores que não entenderam, este post é uma ironia, aos outros o perdão pela explanação