José Serra, ex-ministro, ex-governador, ex-prefeito, ex-candidato e atual presidente de um conselho político em seu ex-Partido. Escreveu em seu blog os motivos pelos quais não foi até a assinatura de convênios entre governos Federal e Estadual em São Paulo, no último dia 18. A explicação não poderia ser mais divertida.

{{Crédito da foto diz que foi o onipresente {link url="http://www.flickr.com/photos/joseserra/5036911907/sizes/l/in/photostream/" target="_blank"} Jose Serra {/link} quem tirou a foto...}}

 

Embora eu saiba que sou dos poucos 100 leitores do blog de José Erra, coisas divertidas podem ser retiradas de lá. Algum tempo atrás, na convenção nacional do PSDB, foi dito que o partido estava mais unido do que nunca! Claro, a Miriam Leitão e a Dora Kramer certamente acreditaram, relembre:

{{não acredite em mim}}

Pois bem. Vamos fingindo que acreditamos que o partido está unido e que o Serra e o FHC estão mesmo suuuuper felizes e o Aécio é o líder mais agregador que já existiu na história da humanidade, etc.

Partimos então para a tal assinatura do convênio… Onde ela ocorreu? No Palácio dos Bandeirantes em São Paulo, vulgo escritório do tio Alckmin:

A presidente Dilma Rousseff e o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, assinaram nesta quinta-feira (18) no Palácio dos Bandeirantes, Zona Sul da capital, um plano de intenções para erradicar a extrema pobreza no estado.

{{não acredite em mimfolha de S. Paulo}}

Você certamente se lembra da INACREDITÁVEL fOLHA DE SÃO PAULO dizendo que a Dilma estava a flertar com as lideranças do grande partido da grande oposição inexistente . Pois vai daí que o nobilíssimo ex-um-monte-de-coisas resolveu escrever em seu blog os motivos pelos quais não compareceu ao evento {{alguém sentiu falta?!}}. Escreveu {{ou mandou alguém escrever}} assim:

Cheguei a ser criticado em editoriais por supostamente ter me recusado a participar. Antes de mais nada: não compareci porque não fui convidado. É simples assim. Isso não é reclamação ou desculpa; trata-se apenas de um fato objetivo.

{{não acredite em mimJosé Erra em seu blog}}

Vamos ser bonzinhos e acreditar naquilo que está escrito, ok?! Ele não estava reclamando nem nada. Mas aí eu pergunto:

O Partido não estava unido?!

José Serra sabe, embora evite pensar no assunto, que está sendo levemente apagado pelo seu próprio partido. FHC está, como usualmente faz, fazendo qualquer coisa pela mídia; até elogiar a Dilma {{não acredite em mim}}. Alckmin está no governo, de modo que consegue mídia de forma mais natural.

Aécio Neves está…onde está mesmo Aécio Neves?! Ah, sim, no senado. Fazendo o quê?! Não se sabe, mas ao menos ele dá uma entrevista aqui e acolá.

José Erra, presidente do importante conselho político para fusão da oposição {{diziam que seria ele o responsável por fundir PSDB, DEM e PPS, mais provável é um outro verbo parecido com fundir…}}, mas é incapaz de ter alguma atenção da imprenÇa que, sabemos, ele tanto preza.

Ainda no mesmo artigo José Erra ao mencionar que Alckmin foi bem em seu discurso, afirmando que o PSDB já ajudava 5 milhões de pessoas com programas sociais {{naquela tese de que o PT copiou tudo do PSDB}}. Acontece que, segundo consta, só pelo bolsa-família foram 50 milhões de atendidos {{não acredite em mim}}. Estou excluindo o Minha Casa, Minha Vida; o Luz para todos e, a partir de hoje, o PNBL; para ficar no básico…

Serra está mesmo desesperado, alguém aí está disposto a jogar uma bolinha de papel?

Compatilhar
Share

É curioso o bastante para falar sobre qualquer assunto e inteligente o bastante para saber que quase sempre estará errado.

  • will

    Todo e qq “partidarismo” atrapalha as idéias…