Preocupado com o aumento do gasto em energia elétrica dentro da USP, João Grandino Rodas decidiu tomar uma medida drástica: proibir os dias de calor.

Segundo a medida São Pedro sofrerá processo administrativo e pode até ser expulso da Universidade de São Paulo caso os termômetros passem de 35ºC.

“Esperamos uma economia de até 56% nas contas de energia elétrica da USP. Com esse dinheiro será possível investir em cercas elétricas, portões automáticos e AR15 para evitar que a comunidade São Remo se aproxime do local.” Declarou o reitor.

A comunidade USP ainda está estupefata e nenhum representante conseguiu falar nada.

Inscreva-se em nossa Newsletter

Inscreva-se em nossa Newsletter

Não perca nenhum conteúdo. Não se preocupe, seu e-mail não será repassado a ninguém.

Obrigado, sua inscrição foi feita!

Compartilhar

Compartilhe esse artigo!