Depois de alterar o Programa de Governo {{após sofrer pressão do Malafaia – não acredite em mim}} diversas vezes, Marina Silva se consagra como a candidata que mais muda de opinião {{na história da humanidade?! Ok, sem exageros}} destas eleições.

Também é preciso dizer que o blog declara voto em Dilma Rousseff, não temos a intenção, aqui, de te convencer de nada. Apenas demonstrar a instabilidade das propostas de Marina.

Dito isso, vamos ao que interessa.

{{Crédito da foto: :EVELSON DE FREITAS/AGÊNCIA ESTADO/AE }}

{{Crédito da foto: :EVELSON DE FREITAS/AGÊNCIA ESTADO/AE }}

A primeira e mais contundente mudança foi a óbvia e mais chamativa. A questão da homofobia e dos direitos LGBT. Vamos a uma pequena comparação:

Casamento gay:

Sem Malafaia: Apoiar propostas em defesa do casamento civil igualitário, com vistas à aprovação dos projetos de lei e da emenda constitucional em tramitação, que garantem o direito ao casamento igualitário na Constituição e no Código Civil.

Com Malafaia: Garantir os direitos oriundos da união civil entre pessoas do mesmo sexo.

{{Pressão Malafática}}

Adoção de filhos por casal gay :

Antes do Malafaia: Eliminar obstáculos à adoção de crianças por casais homoafetivos.

Depois do Malafaia: Como nos processos de adoção interessa o bem-estar da criança que será adotada, dar tratamento igual aos casais adotantes, com todas as exigências e cuidados iguais para ambas as modalidades de união, homo ou heterossexual.

Plano Nacional de Promoção da Cidadania e Direitos Humanos:

Ignorando o Malafaia: Dar efetividade ao Plano Nacional de Promoção da Cidadania e Direitos Humanos LGBT.

Ouvindo o Malafaia: Considerar as proposições do Plano Nacional de Promoção da Cidadania e Direitos Humanos LGBT na elaboração de políticas públicas específicas para populações LGBT.

Lei anti-homofobia {{PLC122}}

Anti-Malafaia: Articular no Legislativo a votação do PLC 122/06, que equipara a discriminação baseada na orientação sexual e na identidade de gênero àquelas já previstas em lei para quem discrimina em razão de cor, etnia, nacionalidade e religião.

Pró-Malafaia: ______________________________________________

Mas tudo bem – dirá o pobre homem branco heterossexual oprimido pela sociedade opressora gay – isso não é tudo. Que mais?

Eu voto na Marina Silva porque ela é uma ferrenha defensora da Sustentabilidade!

Então, coleguinha, chupa essa manga:

albuquerque

{{não acredite em mim – Valor Econômico}}

Eu voto na Marina porque ela vai baixar a inflação para 4,5%!

{{não acredite em mim - folha de São Paulo, sobre o programa de governo marinesco}}

{{não acredite em mim – folha de São Paulo, sobre o programa de governo marinesco}}

Tenho más notícias para você, coleguinha…

rands

{{não acredite em mim – folha de São Paulo}}

Já eu vou votar na Marina porque ela vai tirar a Petrobras da miséria e fazer ela ter lucros!

Bem, o modelo de partilha, como se sabe, transforma a Petrobras em acionista majoritária do Pré-Sal, sobre isso, diz Walter Feldman, um dos principais articuladores da campanha de Marina:

{{não acredite em mim - folha de São Paulo}}

{{não acredite em mim – folha de São Paulo}}

Como que ele vai ajudar a Petrobras colocando mais concorrência e dando menos prioridade a ela ? Vai saber, né?

Ah eu vou votar na Marina porque ela vai dar mais prioridade aos projetos sociais!!

Justo!! Deus nos livre de ver o Minha Casa, Minha Vida acabar, não é mesmo ? Mas, cá pra nós, bateu uma dúvida aqui…

Se quem faz o Minha Casa, Minha Vida é a Caixa Econômica Federal {{banco público, portanto}}, como ampliar este programa se…

Citi diz que programa de Marina é favorável a bancos, pode ser ruim para parte da indústria

Para eles, a proposta de Marina de desconcentrar o crédito corporativo, com redução do papel dos bancos públicos, traria mais espaço para os bancos privados crescerem.

{{não acredite em mim – Reuters}}

Enfim, tem uma Marina que é bacana, apoia a Petrobras, baixa a inflação, aumenta os projetos sociais, coisa e tal…

Existe uma Marina que chora porque questionam seu programa de governo…

{{não acredite em mim - folha de São Paulo}}

{{não acredite em mim – folha de São Paulo}}

Mas tem outra que é o oposto disso… Que vê o aliado chamar Dilma de anta e ficar quieta…

{{não acredite em mim - Blog do Mário Magalhães}}

{{não acredite em mim – Blog do Mário Magalhães}}

Tem outra que chama Dilma de gorda e dá risada…

Seria um caso clássico de Ruth e Raquel ? Não sei não, mas na dúvida, não voto em Mulher de Areia.

Vai que bate um vento, né?

Inscreva-se em nossa Newsletter

Inscreva-se em nossa Newsletter

Não perca nenhum conteúdo. Não se preocupe, seu e-mail não será repassado a ninguém.

Obrigado, sua inscrição foi feita!

Compartilhar

Compartilhe esse artigo!