Former speaker of Brazil's Lower House of Congress, Eduardo Cunha (C), is escorted by federal police officers as he leaves the Institute of Forensic Science in Curitiba, Brazil, October 20, 2016. REUTERS/Rodolfo Buhrer

Former speaker of Brazil’s Lower House of Congress, Eduardo Cunha (C), is escorted by federal police officers as he leaves the Institute of Forensic Science in Curitiba, Brazil, October 20, 2016. REUTERS/Rodolfo Buhrer

O ex-presidente da Câmara e deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) foi preso nesta quarta-feira (19), em Brasília. A prisão dele é preventiva, ou seja, por tempo indeterminado. A decisão foi do juiz Sérgio Moro no processo em que Cunha é acusado de receber propina de contrato de exploração de Petróleo no Benin, na África, e de usar contas na Suíça para lavar o dinheiro.

A Polícia Federal (PF) informou que o ex-presidente da Câmara foi preso na garagem de um edifício. Já o advogado dele disse que a prisão aconteceu no apartamento funcional de Cunha.

 

 

 

 

Compatilhar
Share

É curioso o bastante para falar sobre qualquer assunto e inteligente o bastante para saber que quase sempre estará errado.