O INACREDITÁVEL Secretário de Comunicação de Haddad

Postado em outubro 14, 2016, 3:49 pm
Núnzio, secretário de comunicação

Núnzio, secretário de comunicação

Depois de barrar um dos autores do Haddad Tranquilão em um evento chamado Gabinete Aberto e de orientar sua equipe a mal atender a imprensa, sem ceder entrevistas e apenas dar notas em resposta, Núnzio agora se superou:

 

{{não acredite em mim - Portal da Prefeitura}}

{{não acredite em mim – Portal da Prefeitura}}

 

Ao final da matéria, o generoso denunciado na máfia do Teatro Municipal {{não acredite em mim – Estadão}}  – e incompetente secretário de comunicação –  coloca os relatórios da Controladoria e do Serviço Funerário Municipal {{o denunciado}}, repare você na geniosa imparcialidade:

nunzio

É que o acusado, no caso, nem é DA MESMÍSSIMA PREFEITURA NA QUAL “TRABALHA” O SECRETÁRIO, daí fica mesmo difícil conseguir uma versão mais legível das respostas.

A “denúncia” da própria Secretaria Executiva de Comunicação, dizem, tem alguns propósitos:

  • Tirar o foco do secretário nas denúncias que vem sofrendo na CPI do Theatro Municipal {{segundo o delator, Núnzio teria se esforçado pessoalmente para que um contrato fosse firmado, os pagamentos foram feitos, mas a apresentação artística nunca ocorreu}}
  • Ajudar no plano de Dória Jr para a privatização dos cemitérios públicos

 

Sobre a segunda opção, o ImprenÇa procurou o SindSep a respeito e conversou com João Batista, um dos diretores do sindicato. Ele afirmou que a nota apenas demonstra o interesse da gestão na privatização dos cemitérios {{ainda que a atual superintendência do Serviço Funerário Municipal se posicione veemente contra a mercantilização da morte}}.

O ImprenÇa também procurou o Serviço Funerário Municipal, denunciado da matéria, para que se posicionasse formalmente a respeito das denúncias. O Serviço Funerário esclareceu que a auditoria da Controladoria Geral do Município {{CGM}} ocorreu por conta da dificuldade em se firmar o novo contrato de licitação de limpeza a tempo.

“O Tribunal de Contas do Município faz indagações a respeito das novas licitações, este é um processo absolutamente normal. O problema é que os cemitérios ainda precisavam do serviço de limpeza e, até que se firmassem as novas licitações foi feito um contrato emergencial utilizando por base os valores de tabela da Secretaria do Verde e Meio Ambiente, que são mais genéricos e voltados para parques e áreas públicas”.

O contrato emergencial é que gerou a auditoria da CGM, mas a resposta dada pela autarquia à controladoria foi satisfatória o bastante para que não gerasse nenhum tipo de denúncia, ou seja, a própria Controladoria do Município entendeu como um procedimento normal. E mesmo assim, a inacreditável SECOM de Núnzio, também da Prefeitura, publicou.

Cadê, então, o motivo da matéria de Núnzio? Foi apagada.

Isso mesmo, foi apagada do portal da prefeitura, após este blog entrar em contato com a secretaria de comunicação pedindo esclarecimentos.

E antes que os esclarecimentos chegassem, a notícia voltou ao portal, com título e data de publicação diferentes do “original”:

nova-velha

Além de publicar uma nota contrária à própria gestão Haddad – para a qual, em tese, trabalha Núnzio – ele o fez próximo ao Dia de Finados, quando os cemitérios naturalmente viram alvo da mídia tradicional. Se a intenção era prejudicar o próprio governo ou fortalecer a ideia proposta por João Dória de privatizar cemitérios, ela foi absolutamente bem sucedida.

E se os militantes petistas queriam entender alguns dos motivos pelos quais Dória ganhou no primeiro turno, a não-atuação do secretário de comunicação é uma excelente forma de começar a se buscar respostas.

Difícil mesmo é entender a escolha de seres dessa estirpe para coordenar a não-comunicação muncipal. E fica a pergunta: quando é que a SECOM vai publicar matéria a respeito da CPI do Theatro Municipal?

Em tempo: o blog entrou em contato com a SECOM por telefone {{de manhã}} e e-mail e até o fechamento da matéria não obteve respostas. Abaixo o e-mail enviado.

capturar

Às  17h39  recebemos a seguinte resposta:

capturar-nunzio

Fica a dica pro Secretário, a resposta número 7 {{além de absolutamente sem sentido}} veio sem as aspas comentadas na mesma resposta.

O horário da matéria republicada está errado, a data da publicação da notícia também.  A mesma CGM que não encontrou irregularidades no Serviço Funerário {{segundo a própria CGM}} não encontrou irregularidades na questão do Teatro Municipal, mas só uma delas virou notícia…

Boa sorte procurando emprego, Núnzio. De todo coração.

Compatilhar
Share

É curioso o bastante para falar sobre qualquer assunto e inteligente o bastante para saber que quase sempre estará errado.