10 8 mins
Imprença

Antes do início do artigo vale, dois avisos: 1. Este não é um artigo panfletário escrito para convencer você de alguma coisa. 2. Este texto, sem a intenção de ser panfletário ou de convencimento, é escrito por um blog alinhado à esquerda e ao PT.  Estes avisos servem para que você, leitora e leitor munido de cérebro e que deseja ler uma análise mais séria e menos apaixonada não se sinta enganada de nenhuma forma. E ajuda a você, apaixonado a não ter que ler nada, basta ir e xingar nos comentários. 

Artikel lainnya

5 motivos de esquerda para manter seu Netflix
E eis que José Padilha faz uma série absolutamente panfletária
Jornalismo não é lugar para Tiago Leifert
Tiago Leifert, ex-jornalista da Rede Globo e atualmente apresentador de

Não Acredite

Nela

50 [post-views]view 22 mins
Imprença
As primeiras denúncias são de 2014, mas ao longo de atividades promovidas por alunos para denunciar o caso, revelou-se uma comunidade secreta de mulheres que estavam lidando com situações de assédio por parte do mesmo professor. Até hoje, a reitoria da UFF não tomou providências, mesmo após inquérito da Polícia Federal acompanhando o caso

Depois de três anos de denúncias, boicotes à sala de aula, protestos e até mesmo pedidos de transferência de alunas que não suportaram continuar na faculdade, estudantes aguardam o posicionamento da Universidade Federal Fluminense-UFF/Campos com relação a um professor do curso de Ciências Sociais da instituição acusado de cometer assédio sexual contra inúmeras de suas alunas. O professor está afastado temporariamente das atividades acadêmicas.

A letargia administrativa e o silêncio da reitoria da UFF no caso tem sido tamanhos que as primeiras denúncias ocorreram no início de 2014. Como na época havia um clima de medo e falta de orientação…

TV ImprenÇa

Merchan

Notícias mais recentes